08/03/2019

Direitos das mulheres atingidas pelo rompimento de barragens é tema de debate

O Grupo Interinstitucional em Defesa do Rio Doce realiza na próxima terça-feira (12), na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, o encontro “Mulheres Atingidas pela Lama na Luta por Direitos”.

 

Compõem o grupo a Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo, Ministério Público do Espirito Santo, Defensoria Pública da União, Ministério Público Federal, Ministério Público de Minas Gerais e Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais.

 

Segundo a presidenta da Associação dos Defensores Públicos do Espírito Santo (Adepes) e membro do Grupo Interinstitucional, Mariana Andrade Sobral, durante o evento haverá apresentação e debate acerca do estudo de gênero sobre a situação da mulher atingida no processo de reparação e compensação realizado pela Fundação Renova.

 

“Vamos debater a real situação dessas mulheres e o tratamento que vem sendo dado a elas desde o rompimento da barragem de Fundão em novembro de 2015. Além de apontar as violações de direitos, queremos construir uma pauta coletiva para a efetivação desses direitos”, declarou.

O evento “Mulheres Atingidas pela Lama na Luta por Direitos” será realizado a partir das 13 horas na Ales. A programação terá início com o lançamento da exposição “Mulheres Atingidas: da Lama à Luta” que apresenta imagens feitas pelos fotógrafos Isis Medeiros e Gabriel Lordêllo.

Confira a programação:

13 horas – Lançamento da exposição de fotos “Mulheres Atingidas: da Lama à Luta” com participação da fotógrafa mineira Isis Medeiros e o fotógrafo capixaba Gabriel Lordêllo.

14 horas – Apresentação, debate e análise coletiva do Estudo de Gênero da Ramboll sobre a situação da mulher atingida no processo de reparação e compensação realizado pela Fundação Renova

16h30 – Construção coletiva das pautas das mulheres atingidas do Espirito Santo.